Menu Suspenso

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Tribos israelitas perdidas - onde está Ruben atualmente?

Ruben e os índios Seminoli

                                                                                                    Pintura de George Catlin


Você deve lembrar-se que, Jacó, antes de morrer, reuniu seus doze filhos (12 tribos), e fez uma revelação, sobre o que iria ocorrer na vida de cada um deles, no futuro.

Gênesis 49:1 diz - depois chamou Jacó a seus filhos, e disse: ajuntai-vos, e anunciar-vos-ei o que vos há de acontecer nos dias vindouros...

Diz-se que, uma vez que Jacó falava dos últimos dias, fazia referência aos dias atuais, então, a profecia seria para os israelitas de hoje, os da diáspora.

Gênesis 49:3 - Rúben, tu és meu primogênito, minha força e o princípio de meu vigor, o mais excelente em alteza e o mais excelente em poder.

Como primogênito de Jacó, Ruben tinha direito de receber o dobro da parcela da herança de seu pai. Essa era a prática corrente em Israel.

E Jacó relatou que Rubem era excelente em altivez e poder. Pode-se concluir também, que ele possuía nobreza...

Segundo Hadassah Yashurum, do blog Hebreu Israelita, quando são examinados os índios Seminole (grupos indígenas da América do Norte), pode-se observar que estes índios tinham certa altivez em sua conduta e vestimentas.

Obs.: Os Seminoli são considerados índios negros, índios de pele negra, conforme notamos na postagem do dia 23 de agosto de 2015, com o título: "os índios negros americanos são os habitantes originais das Américas"...E, eles fazem parte das cinco tribos civilizadas, mais importantes do Sudeste dos Estados Unidos da América, que, segundo a fonte Wikipédia, em princípios do século XIX conseguiram, pelos seus próprios meios, um notável desenvolvimento econômico e cultural, chegando a ter leis, e tribunais próprios e uma constituição.

 

Mas, mesmo fazendo parte destas tribos civilizadas, quando os seminoli foram convocados pelo governo escravista americano, para escravizar outros índios, a resposta de Ruben (seminolis) foi uma recusa. Na verdade, eles deram suas filhas em casamento ao negros e índios, a quem deviam escravizar, chegando mesmo à participar de revoltas com estes que haviam sido escravizados. Eis aí a altivez de caráter de Ruben.

 

Gênesis 49:3 diz também, que Ruben seria grande em poder. De fato, segundo a história relata, os Seminoli não eram fáceis de vencer, e não aceitavam acordos de paz. Está escrito que eles eram o pior inimigo entre os nativos americanos, por contas de sua crença escrita em honra.


Mas, Gênesis 49:4 relata que, Ruben foi impetuoso como a água, e por isso não seria o mais excelente, porquanto subiu ao leito de seu pai... (teve relação sexual com a concubina de seu pai, a mãe de seus irmãos Dan e Naftali) neste caso, ele perdeu a promessa de primogenitura para Manassés e Efraim, filhos de José. E aconteceu que, habitando Israel naquela terra, foi Rúben e deitou-se com Bila, concubina de seu pai; e Israel o soube. E eram doze os filhos de Jacó. Gênesis 35:22.

Hadassah relata que, Ruben era impetuoso como a água porque sempre estava se movendo (nômades), que percorria as cidades costeiras (Florida, Bahamas, Cuba, Porto Rico. A palavra seminoli significava para os espanhóis: fugitivos. Diz-se que eles eram originais de Quito (América do sul). Quanto aos filhos de Rúben, o primogênito de Israel (pois ele era o primogênito; mas porque profanara a cama de seu pai, deu-se a sua primogenitura aos filhos de José, filho de Israel; de modo que não foi contado, na genealogia da primogenitura, (mas) porque Judá foi poderoso entre seus irmãos, e dele veio o soberano; porém a primogenitura foi de José) 1 Crônicas 5:1,2.

Em Deuteronômio 33:6 encontramos o seguinte: viva Rúben, e não morra, e que os seus homens não sejam poucos. A altivez de Ruben fez os seminoli a estar em constantes guerras contra os homens brancos

O livro de  Ronald Sanders :“Lost Tribes and Promised Lands” (Tribos perdidas e terra prometida) diz que, quando os espanhóis, e os judeus vieram à Américas , os índios já residiam aqui e os nativos  da Flórida – EUA, identificavam a si mesmos como a tribo de Ruben, isto antes de perderem  sua identidade. Eles chegaram a identificar outra tribo, a de José (Manasses e Efraim)

 

Ronald Sanders tentou, na verdade, provar que os índios americanos não eram israelitas, mas, por meio de suas investigações, visitando acampamentos, cemitérios e documentos históricos, destes índios, ele concluiu o contrário.  

 

O livro de Sanders, conta que um pesquisador espanhol – Montesinos – visitou os seminoli, nas montanhas de Quito, antes de sua migração para a Flórida. E o relato traz o que estes índios disseram sobre sua identidade e a de seus irmãos. Páginas 363-365: “Estes chamados índios são hebreus. Ponderando este pensamento de incredulidade, mas, com convicção crescente, resolveu que, se fosse libertado, ele iria procurar o índio Francisco para tentar descobrir a verdade”.

 

Então, Montesinos descobriu que realmente este povo indígena poderia ser hebreu (israelita), e quando foi libertado investigou mais a história, chegando a visitar o tal Francisco:

 

“Revelando-se ele mesmo como hebreu, Montesinos declarou que o povo escondido de Francisco era da mesma raça que ele. Será que Francisco o levará até eles? Os dois se encontraram de novo nas terras montanhosas onde Francisco fez sua primeira revelação, marchando sem parar durante uma semana, até chegar a um alto. Era sábado, O SHABBAT. Montesinos faz questão de dizer que eles chegaram a um rio maior que o rio D’OURO. Aqui – anuncia Francisco – é onde seus irmãos foram vistos. Movendo um galhardete no ar, o guia indígena foi logo saudado por um sinal de fumaça, os sinais de fumaça que os indígenas usavam do outro lado do rio, em resposta ao seu sinal. Os dois homens esperavam. De repente, uma canoa apareceu. A bordo, três homens e uma mulher, todos eles indígenas, dirigindo-se para o local onde Francisco e Montesinos estavam parados, na beira do rio, Então, fizeram sinal para que se aproximassem. Os indígenas embarcaram na canoa, dando-se a conhecer. A mulher se abaixou e falou a Francisco em uma língua indígena que Montesinos não podia entender, mas, ele percebeu que foi identificado na conversa. Ela se virou para seus companheiros e explicou a situação. Ao ouvir as palavras dela, se levantaram e foram em direção a Montesinos, e para sua grande surpresa, disseram: “SHEMA, YISRAEL, ADONAI ELOHENU, ADONAI ECHAD”, que significa “OUVE, Ó ISRAEL, O SENHOR, NOSSO DEUS É O ÚNICO SENHOR”. Eles recitaram, em hebraico, o credo fundamental do hebrewismo”.

 

Então, quando eles chegaram, os indígenas falavam hebraico. Uma breve conversa surgiu em sua língua ancestral, de acordo com Montesinos, com cuja fluência no idioma é quase desconcertante para o leitor desta narração, assim como daqueles três acompanhantes misteriosos. Eles disseram que eram da tribo de Ruben, e que a tribo de José estava em uma ilha nas proximidades.

 

Hadassah Yashurum relata que Ruben por ter contaminado a cama de seu pai, não seria o mais excelente. E assim, alguns seminolis foram escravizados e ido parar na Austrália. É  dito que, de fato, os aborígenes australianos, assim como os seminoli, nunca puderam se sobressair em suas próprias terras. Isso porque Ruben profanou o leito de seu pai (não será o mais excelente Gên.49:4).

 

Atenção! Esse é só um resumo de uma matéria, que você encontra na íntegra em: 

https://hebreuisraelita.wordpress.com/2012/11/01/as-tribos-perdidas-de-yisrael-foram-encontradas-parte-2-reuven-ruben/.

 

Veja também o vídeo:

Veja também a postagem do dia 05 de outubro de 2015, com o título:
Onde estão Judá, Benjamim e Levi, atualmente?

 

Fontes: 


Wikipédia. Seminolis. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Seminoles. Acesso em 13 out. 2015.


Wikipédia. Seminolis. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Cinco_tribos_civilizadas. Acesso em 13 out. 2015.

 


Um comentário:

  1. Por Favor Hadassa recupere sua conta no WordPress não tenho mais acesso a este documento sobre as 10 tribos perdidas

    ResponderExcluir