Menu Suspenso

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

O Rock and Roll foi inventado pelos negros.

A pergunta que faço é: qual estilo musical não foi inventado pelos negros? pelo menos, os melhores estilos foram eles que criaram!

Há quem diga que, é impossível garantir quem criou o Rock and Roll individualmente (isto é, sozinho), já que o estilo é produto de um contexto histórico, e da mistura de vários ritmos. Mas, se considerarmos que este estilo nasceu da mistura de Jump Blues e R&B (Rhythm & Blues), que eram feitos por vários músicos afro-americanos, da década de 1950, temos a origem deste som (Heave Metal) nos músicos afroamericanos.

Na verdade o Rock provém de várias fontes musicais: blues, pop, jazz, boogie-woogie, folk, gospel e também música country.

Alguns atribuem à Chuck Berry a criação do rock. Quem não se lembra do filme de volta para o futuro, com aquele solo de guitarra inconfundível e eletrizante? Veja abaixo:


De fato, Chuck Berry é considerado, e corretamente, um dos pioneiros do estilo, mas, não foi o primeiro. De uma forma geral só se pode afirmar que o Rock and Roll foi criado pelos seus pioneiros, o que inclui vários músicos, negros e brancos: Elvis Presley, Little Richard, Jerry Lee Lewis, Buddy Holly, Bo Diddley, Bill Haley, Gene Vincent, The Everly Brothers, Carl Lee Perkins, Fats Domino, Johnny Cash, Roy Orbison...


A música "Rocket 88" é considerada a primeira canção do rock, e foi gravada em 1951, por Ike Turner (Um negro, da banda The king of Rhythm, e ex marido de Tina Turner). A introdução de piano, executada por Ike serviu de inspiração para Little Richard, em Good Golly Miss Molly.


É dito que, Rocket 88 é umas das primeiras músicas a usar distorção ou guitarra fuzz, causada por um acidente no estúdio.

Outro músico, o Johnnie Ray foi sem dúvida, um dos precursores do estilo, com a música Cry, cujo disco foi ouro, em 1951. 

Fato é que o racismo corria solto na época, e o Rock and Roll (música negra), fazia sucesso na rádio comandada por Alan Freed, sendo a maioria de seu público composta por adolescentes brancos, que rejeitavam a música branca de seus pais.

Segundo Matheus Tavares, ou melhor, João Paulo Andrade, a base do rock é: Blues + Jazz = Rock 'n Roll.

O Blues Música Negra – tocada nas plantações de algodão, onde os escravos estavam, era marcado por um ritmo focado no vogal, e tinha como base o violão. E o Jazz – embora criado por negros, caiu na graça dos brancos, sendo considerado – Música Branca – ele era tocado nas grandes cidades, e era baseado na improvisação, marcado por bandas maiores, e arranjos mais elaborados, com percussão e instrumentos de sopro.

A Fusão:

O êxodo rural, provocado pelo desenvolvimento das indústrias, e a economia de guerra, levou mais gente para as cidades, forçando a convivência entre negros e brancos, favorecendo assim, a influência mútua, entre a música negra (blues e seus derivados) e a música branca (principalmente country e jazz). Da fusão do blues original com os ritmos mais dançantes dos brancos, surgiu o Rhythm and Blues (R&B), que levou a música negra ao conhecimento da população consumista (Matheus Tavares).

A aceitação deste tipo de música, pelo público de maior poder aquisitivo, levou a incipiente indústria fonográfica da época à investir na evolução do estilo, e procurar contratar novos talentos, principalmente, jovens brancos que pudessem domar aquele estilo, aliando a imagem destes, para ser vendida mais facilmente (horrível isso!). Tornaram-se comuns os relançamentos de versões de músicas dos negros, regravadas por artistas brancos, que terminavam por tirar os verdadeiros criadores do estilo, do topo das paradas (Matheus Tavares).

O disk jokey Allan Freed, citado anteriormente, radialista de programas de Rhythm and Blues, de Cleveland, Ohio, foi quem primeiro captou e investiu na carência do público jovem consumista, por um novo tipo de música mais energética. Ele foi o primeiro à perceber o potencial comercial da música negra. Foi ele que “inventou” o termo “Rock and Roll” (Matheus Tavares).

OBS: “Rock and Roll” era uma gíria dos negros estadunidenses, referente ao ato sexual. O disk jokey Alan usou o termo para dar nome ao novo estilo musical.

Fontes:

História do Rock: dos primórdios aos anos 70. João Paulo Andrade. Disponível em:

[História] Foram os negros! Matheus Tavares.2008. Disponível em:
Livro: Almanaque do Rock. Autor: Kid Vinil. 2008.Editora:Ediouro.



5 comentários:

  1. O jazz não é música de brancos; mas foi criado pelos negros.
    O cowntry é blues cantado pelos brancos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O blues também é música de negros.

      Excluir
  2. Finalmente a 1ª Banda de Rock do Brasil composta apena por integrantes negros se revela no cenário musical.

    Banda sóphia: O Rock agora está de NOVA COR.

    Ouça a sóphia:

    https://www.youtube.com/watch?v=pBN-KF-bNpw


    Dos irmãos Carvalho – André e Aguinaldo – a sóphia é uma Banda de Rock que iniciou suas atividades em janeiro de 2000 e desde então se movimenta dentro do cenário musical independente, promovendo suas próprias canções, experimentos e fusões musicais. Dos ensaios e gravações em estúdio, surgiram diversas canções; das apresentações ao vivo, sempre muita experimentação – destacando a participação no Festival Internacional de Rock Progressivo, que aconteceu no Centro Macaé de Cultura (RJ), com a presença de grupos do Brasil, Suécia e Chile. Essa participação rendeu destaque para o vídeo da sóphia com a canção “on a cell phone, almost a miles davis song” no site da publicação New Musical Express, considerada uma das maiores revistas mundiais de música, além da participação do “Festival Macaé de Música Brasileira”. Seguiram os trabalhos com o lançamento do e.p., com quatro canções, intitulado Enquanto não se resolvem os assuntos do coração, se cantam a dor e a desilusão. Com este e.p. nas ruas, o retorno aos palcos se fez inevitável: a sóphia fez sua primeira apresentação ao vivo em dezembro de 2009, após o período em estúdio. Em maio de 2010, a banda voltou a se apresentar ao vivo, tendo no repertório canções do e.p., incidentais, que variaram de Julio Iglesias a Slipknot e à releitura da canção “Parachutes” do Coldplay. Em meio a toda agitação e às canções, seguiram os shows, além da gravação, no início de outubro, de uma releitura do compositor Noel Rosa, para a canção “Cordiais Saudações”, que viria a ser vinculada no site Oi Novo Som. No mês de novembro, a banda iniciou os trabalhos de produção de seu primeiro álbum, intitulado “Sobre Dor e Desilusão”. O álbum possui dez canções e contou com a produção de Marcelo Freire, que dentre suas referências de produção, cita-se Andreas Kisser (Sepultura), Nando Reis e Edgard Scandurra (Ira!), já com a primeira canção “Madrugada” sendo vinculada a sites, sendo tocada ao vivo em shows e se encaminhando às rádios de todo o país. A banda lançou o álbum virtual “formato digital” no dia 29/05/12 com distribuição da Tratore, que colocou o disco à venda em todo mundo. Em 2016, com nova formação, a sóphia passa a ser a primeira banda de Rock do Brasil composta por integrantes negros. Seguem os trabalhos, a agenda e, claro, a pretensão da banda à chegada ao mainstream. Ouçam a sóphia e se preparem para o espetáculo.

    ResponderExcluir