Menu Suspenso

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Conhece o projeto Afreaka?

Jornalismo independente, por uma África sem estereótipos.



O que é Akreaka?

Falamos de um site de jornalismo independente, fotografia e design, que traz um lado pouco conhecido do continente africano, para conhecimento do brasileiro, fugindo dos estereótipos degradantes como fome, pobreza e passividade. 

Video AFREAKA GloboNews


Por que eu indico este site?



Pelos seus frutos os conhecereis... 

O objetivo do projeto Afreaka é acabar com esteriótipos preconceituosos, discutir a importância de uma revisão da história, de uma segunda versão da história, trabalhando com identidades, quebrando preconceitos raciais históricos, e trazendo, para mais perto do brasileiro, um (novo) conhecimento sobre cultura africana e África contemporânea.

Nome criativo!

Não conversei com seu(s) autor(es), para saber, mas, o nome é bonito, e eu chutaria que, talvez tenha sido inspirado, a partir do nome, de um álbum da banda inglesa: "Demon Fuzz", lançado em 1970.

O Projeto Afreaka.

Uma descrição mais detalhada sobre o projeto, você encontra no site; note no entanto, que estamos falando de algo mais que um bom site, falamos de um projeto de mídia alternativa, educação e produção cultural, que traz o lado cool e descolado do continente africano, além de cobrir expressões coletivas e individuais, das culturas locais - tendências, música, literatura, arte, culinária, arquitetura, etc. 

Pais da criança:

Fundado pela jornalista Flora Pereira, e pelo designer Natan Aquino, o projeto teve início em 2012, e já tem mais de um milhão de acessos, e 50 mil seguidores, nas redes sociais. O projeto valoriza a cultura afro, e passou até mesmo a experimentar, além da área da comunicação, a interlocução com os campos da educação e da produção cultural, trazendo a África pra mais perto do Brasil. 

Aconselho você que conheça esta plataforma digital, que traz centenas de reportagens e ilustrações inéditas, inúmeros vídeos e fotografias, e ainda uma seção de dicas de turismo, que descrevo numa só palavra: fascinante!

Bon Vivant, e o que eles fizeram?

Os autores do projeto - a jornalista Flora e o designer Natan - viajaram de transporte público, por quinze países africanos, contando com o apoio de leitores e entusiastas do projeto, para através do crowdfunding (financiamento coletivo), revelar um continente descolado.

Quer um vislumbre opaco, deste belo projeto?

 "Uma plantação de esculturas, semeada por uma comunidade de artistas? 
A história de uma mulher que plantou mais de 51 milhões de árvores, mobilizando 400 comunidades do Quênia? a Constituição de um país reescrita por seu povo? 
Estas e outras matérias, oficinas, dicas de leitura, e muito mais...acompanhe em:  http://www.afreaka.com.br/projeto/


Nenhum comentário:

Postar um comentário