Menu Suspenso

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Crianças Negras x Autoestima!


Deve-se alavancar a autoestima das crianças:
 
Cartões Poéticos Akins Kintê‏
 
  
A imagem acima, ajuda à fixar na memória, o que as palavras abaixo, querem exprimir:
      

Frances Cress Welsing (nascida em 1935), uma afrocentrista e psiquiatra americana, defensora de que os brancos são resultado de uma anomalia genética, acredita que é imperativo que, as pessoas de cor, especialmente as pessoas de ascendência africana, entendam como o sistema de supremacia branca trabalha, para que assim, seja possível desmantelar o sistema, que em pleno século XXI, insiste em manter a maioria negra, presa às periferias do mundo, desde a escravatura (de onde só saem, com muita dificuldade, sendo poucos os que realmente conseguem). Então, deve-se entender que, esse sistema trabalha à níveis conscientes e inconscientes, atacando as pessoas de cor, nas nove principais áreas de atividade humana: economia, educação, entretenimento, trabalho, direito, política, religião, sexo e guerra.

Sem tempo para abordar as minúcias de sua teoria, chamo a sua atenção para a autoestima das crianças negras brasileiras, que a vida toda, foram obrigadas a brincar, com bonecas Barbie (loiras de olhos azuis), e que foram atacadas pelo entretenimento, via filmes, comerciais e novelas, com a idealização, com o endeusamento da beleza branca europeia. Você imagina a extensão disso, o efeito disso, sobre a autoestima de crianças negras, a longo prazo?

E a exclusão social, que por séculos, legou aos negros, as abandonadas periferias (e pensar que, tanta gente é contra as cotas raciais, em universidades, sendo que, por séculos, os descendentes dos escravos, foram roubados, de suas potencialidades, por estarem sujeitos à educação de má qualidade, somada à falta de acesso ao ensino superior). E isso sempre perpetuou a escravidão, por repercutir sobre as opções de emprego, ao qual a classe "C" está sujeita, sendo que, a maioria de pessoas, que compõem essa classe, são negras.

Onde quero chegar? Nas crianças, que são o futuro do mundo. As crianças negras, que têm potencialidades de tamanha ordem, que se parássemos para pensar, não podemos imaginar, o quanto o mundo perdeu, simplesmente por ignorar, por marginalizar as crianças marginalizadas, do mundo todo.


Sendo, as crianças, o único futuro, de qualquer povo, deve-se trabalhar por elas, por sua educação, por sua autoestima, por sua segurança, sem o qual, teremos sociedades doentes, criminosos lotando as prisões, potenciais (tremendos) sendo desperdiçados, e nenhum desenvolvimento para o país.
  

Sem esgotar o tema, finalizo com um questionamento de Isidro:

"Será que as crianças negras [das periferias, do mundo todo] nunca desenvolvem seu potencial genético máximo? Se sim [isto é, se não desenvolveram], quem assumirá a responsabilidade (final), de provocar esse desenvolvimento (no grau máximo)? As pessoas negras ou as brancas? Se as crianças negras [das periferias] não estão maximamente desenvolvidas, o que as pessoas brancas [as elites históricas, deste país, soberbas, egoístas, racistas, corruptas e acumuladoras] realmente acham que vai acontecer, a esta grande massa negra, subdesenvolvida, de seres humanos? Estão, as pessoas brancas, olhando para as pessoas negras, para o desenvolvimento máximo das crianças negras?” Grifo meu. Fonte: The Isis Papers, Capítulo 20, páginas 239, 240. In: Africanos de Pensamento Livre. By:Isidro.
Vejam o tópico: Bonecas Negras, do dia 28 julho de 2015.
E ajam de acordo...
 Já!
 
Paz!
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário